15.1.08

fala Susan Barton

“Não sou uma história, senhor Foe. Posso dar a impressão de ser uma história, porque comecei o conto de mim própria sem preâmbulo, deslizando borda fora e lançando-me para a praia. Mas a minha vida não começou nas ondas. Houve uma vida anterior à água, que remonta às minhas buscas infrutíferas no Brasil, e daí aos anos em que a minha filha ainda estava comigo e daí ao dia em que nasci. Tudo isto forma uma história que não desejo contar. Escolho não contar, porque a ninguém, nem mesmo a si, devo provas de que sou um ser consistente com uma história com substância no mundo.”



"A ilha" J.M. Coetzee

1 comment:

brikebrok said...

ah, adoro Coetzee mesmo quando é de uma dureza insuportável !