26.9.08

Das mamas e do leite em pó


O que para ali vai no baby-blog (!) da Rititi (estou a brincar com essa do baby-blog). Cada cabeça sua sentença, gente esclarecida que acha que o seu caso faz estatística - a sério, é o que mais me dói ler isto vindo de gente com 2 dedos de testa, eu fiz assim e como o meu filho é lindo, saudável, inteligente, ora não havia de ser, é porque assim é que se deve fazer e esta e só esta é a verdade - sendo que esta verdade vale para as que deram de mamar até aos 5 anos como para as que deram 2 dias. E como donas e donos da verdade (também por lá vi homens) insultam-se de más mães ou de moralistas, conforme os casos, enquanto se esgadanham e se agarram aos cabelos de umas e outras. Bom senso meus senhores e minhas senhoras. Cada uma fará como lhe aprouver, mas, e penso que não ando mal informada, á luz dos conhecimentos de hoje, são inegáveis as vantagens do leite materno. Eu dei de mamar, e como por lá escrevi, odiando faze-lo porque me sentia uma vaca leiteira (escândalo) para mim era como estar a fazer algo de contra-natura. Não paguei ao psicanalista, fui-me habituando e segui em frente. Uma vantagem era poder ver todas as séries que passavam na televisão sem ninguém me pedir para ir fazer outra coisa qualquer, ah sim, eu via televisão e lia enquanto amamentava, não ficava a olhar embevecida para as minhas adoradas (e agora sem ironia) crias. Os meus filhos deram-se bem, e agora até deveria referir que a C. aos 14 anos mede quase 1,80 e tem tudo 4s e 5s na escola, o que só podem ser efeitos de ter mamado.

Mas nós não somos do tempo em que a alternativa às mamas era o leite directamente da vaca, ou da cabra, em que “anjinhos” eram dizimados todos os verões por essas aldeias fora, vítimas de desinteria. Nós somos mulheres modernas, informadas, com acesso aos melhores leites e aos melhores métodos de higiene e de esterilização. O que não é válido para todas as mães e para todos os bebés do mundo, não é válido para a maioria de umas e de outros, e por isso a recomendação da OMS de dar de mamar até aos dois anos faz todo o sentido.

2 comments:

magiarossa said...

só para lembrar que o leite artifical não é esterilizado mas apenas pasteurizado. faz a sua diferênça. aliás, acresce-lhe desvantagem.

Isabel said...

não conheço o processo de produção de leite artificial, mas nem é preciso para entender que nada como o leite materno...