17.10.06

Das taxas moderadoras e da demagogia

Recebi um abaixo-assinado contra as taxas moderadoras e não o assinei…Não assino por assinar e não me considero suficientemente informada para o fazer.
Em relação ás taxas moderadoras é lícito por em causa o princípio, do mesmo modo que o era no caso das propinas na Universidade. Também não conheço os estudos do impacto económico desta medida no orçamento da saúde. Agora não venham dizer que alguém vai deixar de ser operado ou internado num hospital porque não tem cinco euros para pagar por dia, cinco euros não paga a comida de um dia. E é com estes chavões que se desacreditam discussões importantes e que poderiam ser proveitosas.

Voltarei a este assunto a propósito das maternidades e das urgências hospitalares e das escolas e da televisão que preferencialmente mostra as peixeiradas…

2 comments:

Sergio said...

Eu não escrevo em blogues...

Sergio said...

Num tempo em que caminhamos para uma espécie de corporativismo que rapidamente tirará a pele de cordeiro é necessário lutar. É que o "bem comum" pode não ser o que a publicidade encapotada nos diz, nem é a demagogia dos governos que controlam as televisões e os jornais e a internet. Sim controlam. Controlam, não da forma antiga, como a censura (vê as deliciosas cópis slalazarentas no abrupto), mas a outra: pelos tomates (não apertando-os, mas acariciando-os), pelo fundilho das calças (não a puxar, mas a pôr-lhe uma cadeiras da Moviflor a prestações por baixo), pelos beiços (não a amordaçar, mas a dar-lhes doces do Continente e morangos com açucar). E depois ainda vais sentir falta dos sindicatos e daqueles que trabalham para o bem comum, sem trabalharem para o que "eles" dizem que é o bem comum...